Vendas da divisão de Fragrâncias ds Givaudan crescem 6,3% no primeiro trimestre

Vendas da divisão de Fragrâncias ds Givaudan crescem 6,3% no primeiro trimestre
As vendas da suíça Givaudan, fabricante de fragrâncias, aromas e ingredientes cosméticos, alcançaram 1,619 bilhão de francos suíços no primeiro trimestre de 2020, um incremento orgânico de 5,4% e de 6,1% em francos suíço.

As vendas da divisão de fragrâncias somaram 745 milhões de francos suíços, crescimento orgânico de 6,3% e de 9,9% em francos suíços. O crescimento foi puxado, principalmente, pelo forte aumento no volume da área de produtos de consumo.

As vendas de fragrâncias finas, cresceram 1.9% em relação ao primeiro trimestre de 2019, quando o crescimento havia sido de 10,3% (sempre em bases comparáveis). Segundo a Givaudan, o negócio de fragrâncias finas teve um forte início de ano impulsionado por conquistas de projetos e pelas vendas de fragrâncias já existentes. Entretanto, as vendas sofreram forte redução em março, devido a falta de atividade nas lojas de varejo e o impacto sobre o mercado de travel retail, de extrema relevância par ao mercado de perfumaria seletiva.

Já as vendas de fragrâncias para produtos de consumo, avançaram 8% no trimestre, na comparação com o mesmo período de 2019. O crescimento se deu em todos os grupos de clientes e regiões geográficas. A América Latina registrou um crescimento de dois dígitos em todos os grupos de clientes e na maioria das sub-regiões. A região da Ásia-Pacífico também registrou um bom crescimento liderado por um forte crescimento de dois dígitos com clientes locais e regionais. Europa, África e Oriente Médio apresentaram um sólido aumento de vendas em todos os grupos de clientes e segmentos de produtos, impulsionados pelo crescimento de dois dígitos na sub-região da África e do Oriente Médio. Apesar da base alta de comparação ?em 2019, na América do Norte as vendas de fragrâncias de consumo registraram bom crescimento, com forte desempenho de clientes internacionais.

As vendas de ingredientes para fragrâncias e ativos cosméticos aumentaram 4,5% em base orgânica. O negócio de ativos apresentou um bom incremento de vendas em mercados de alto crescimento, compensando parcialmente o menor crescimento em mercados maduros.
}

Comentários ()