O novo Eldorado da beleza?

O novo Eldorado da beleza?

A África é o continente onde o mercado de beleza está, no geral, menos desenvolvido. Via de regra, nas empresas o continente está acoplada com a Europa e o Oriente Médio, ou agrupado ao comando para o Sudeste da Ásia, mas nunca como uma região independente. Por isso chama a atenção a nova organização geográfica apresentada pela francesa L’Oréal. A antiga região da Ásia-Pacífico, que contemplava alguns dos maiores mercados da L’Oréal, como China, Japão e índia além da Austrália, foi dividida em dois grupos. O primeiro irá congregar os países do norte da Ásia: China, Japão, Coréia do Sul, Hong Kong e Taiwan. Uma segunda região terá os países do sudeste asiático como Índia, Indonésia e Filipinas, a Austrália, além do Oriente Médio e do países do Norte da África, que até então estavam sob o guarda-chuva do executivo Alexander Popoff, juntamente com o leste europeu. Mas, de todas as novidades, a mais interessante e ousada é, sem dúvida, a criação de uma nova região para a empresa, a da África Subsaariana, que compreende a chamada África negra, algo inédito entre as grandes fabricantes de cosméticos.

Para Nicolas Hieronimus, que em maio do próximo ano assume o posto de CEO da L’Oréal, a nova organização dará mais agilidade e força para acelerar o crescimento da companhia, especialmente em novas áreas de alto potencial. Já o atual CEO, Jean-Paul Agon, reforça que com a nova divisão, será possível responder melhor à diversidade dos consumidores das marcas do grupo e às suas expectativas, disponibilizando produtos e serviços adaptados às suas realidades locais, onde quer que se encontrem. “Mais do que nunca, a L’Oréal está perseguindo seu objetivo de Criar a ‘Beleza que move o mundo’”, concluí.

}

Comentários ()

Vídeo em Destaque

VEJA TODOS OS VÍDEOS

Blogs

Tags