L´Oréal divulga vendas de 12.89 bilhões de euros para os seis primeiros meses de 2016

L´Oréal divulga vendas de 12.89 bilhões de euros para os seis primeiros meses de 2016
Maior empresa de beleza do mundo, a francesa L´Oréal, divulgou seus resultados para o segundo trimestre e o primeiro semestre de 2016. As vendas da companhia no primeiro semestre alcançaram os 12.89 bilhões de euros, resultado 0,6 % superior ao mesmo período do ano passado em euros. Excluindo a variação cambial do período, o avanço foi de 4,5%. Considerando apenas os números do segundo trimestre, as vendas somaram 6.342 bilhões de euros, com queda de 0,6% em euros.

A empresa destacou o desempenho extraordinários das marcas NYX, Urban Decay e a brasileira Niely, todas  adquiridas recentemente e que de acordo com a empresa estão trazendo uma contribuição muito positiva para o crescimento do Grupo.

As vendas da empresa na América Latina apresentaram crescimento orgânico de 10,8% no primeiro semestre, ou uma queda de 9,1% quando convertidas para euros. Na América de língua espanhola, o crescimento de dois dígitos foi impulsionada pelo bom desempenho de todas as marcas da divisão de Grande Público, especialmente Maybelline, L'Oréal Paris e a marca de maquiagem colombiana Vogue. No Brasil a empresa está conseguindo superar os efeitos da mudança do IPI em 2015 e voltando a crescer com a aceleração das vendas das marcas Niely e La Roche-Posay. As vendas na região foram de 454,3 milhões de euros e 863,3 milhões de euros para o segundo trimestre e o primeiro semestre, respectivamente.

A Divisão de Produtos Profissionais registrou crescimento orgânico de 2,2%, ou uma queda de 0,9% em euros no primeiro semestre, com vendas de 1.724,4 bilhão. No mesmo período, a Divisão de Produtos de Grande Público cresceu 4,3% organicamente, ou uma queda de 0,1% em euros, para 6.154,9 bilhões de euros. A L'Oréal Luxo registou um crescimento de 5,6% orgânico e 3,1% em euros, totalizando 3.595,3 bilhões de euros no semestre. A divisão de Cosmética Ativa registrou um aumento de 5% orgânico e de 0,3% em euros, somando 1.021,4 bilhão. Por fim, a The Body Shop registrou queda de vendas orgânicas de 0,6% e uma queda de 3,2% em euros, para 396,8 milhões de euros.

As despesas com pesquisa e desenvolvimento, em 414 milhões de euros, aumentaram em + 9,1%, representando 3,2% das vendas.
}

Comentários ()

Vídeo em Destaque

VEJA TODOS OS VÍDEOS

Blogs

Tags