Grupo Boticário prioriza sustentabilidade nos processos e divulga resultados

O Grupo Boticário, empresa que controla as unidades de negócio O Boticário, Eudora, quem disse, berenice? e The Beauty Box, acaba de divulgar o seu Relatório de Sustentabilidade, no site www.grupoboticario.com.br. O documento mostra os principais resultados da política da companhia ao dar prioridade à inserção do tema nos processos e negócios da empresa, e não como atributo de marca. O plano de longo prazo, estruturado até 2024, traz como pilares três frentes de atuação: Matérias-Primas e Embalagens; Canais de Venda e Ecoeficiência. O infográfico  mostra alguns destes resultados.

“Para o Grupo Boticário, a sustentabilidade se traduz na implementação de práticas consistentes que contribuam continuamente para o crescimento do negócio, o desenvolvimento da sociedade e a preservação do meio ambiente, considerando os desafios futuros e no propósito maior de contribuir para a construção de um mundo mais belo”, afirma a gerente de Sustentabilidade do Grupo Boticário, Malu Nunes.

Em Ecoeficiência, o Grupo fez o reuso de 22.971 metros cúbicos de água em sua planta industrial em São José dos Pinhais (PR), um número que representa 70% do efluente tratado no local. No Centro de Distribuição em Registro (SP), foram usados 1,7 mil metros cúbicos da água da chuva, 23% do volume total utilizado. A água potável que deixa de ser utilizada nas duas unidades equivale ao consumo anual de 422 pessoas. A instalação de domus prismáticos, que permitem a iluminação natural, no complexo de São José dos Pinhais, traz também uma redução de energia prevista de 250 mil kWh/ano.

Na frente Matérias-Primas e Embalagens, a empresa expandiu, no último ano, para as outras três unidades de negócio mais recentes o seu Programa de Reciclagem de Embalagens, implantado com sucesso desde 2006 em O Boticário. Além disso, contabilizou 21 métodos alternativos a testes em animais internalizados.

Na frente Canais de Venda, o Grupo Boticário opta por lâmpadas LED nos letreiros dos seus pontos de venda, que geram uma economia de 80% em relação às lâmpadas comuns, além de utilizar piso com material reciclado na composição e peças de madeira certificada e provenientes de reflorestamento.

Outro destaque importante são as duas novas unidades operacionais inauguradas na Bahia (uma fábrica em Camaçari e um centro de distribuição em São Gonçalo dos Campos), no último ano, que foram construídas com base em padrões internacionais de sustentabilidade para atender aos requisitos da Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) – uma das mais importantes certificações do tema no mundo.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo