De pequeno só o frasco

De pequeno  só o frasco

De um portfólio inicial com apenas seis fragrâncias em frascos de 15 ml, a Amakha Paris vende hoje 2 milhões de unidades de mini perfumes de um portfólio com quase 100 fragrâncias


Fundada em 2017 por Ricardo e Denise Bortoletto e Alessandro Lemos, não é de se estranhar o espanto que causa o lugar que a Amakha Paris ocupa hoje entre as principais marcas do setor de cosmética e beleza. A velocidade com que a empresa alcançou tamanho espaço em tão pouco tempo, vencendo onde muitas empresas costumam sucumbir, se torna ainda mais surpreendente se levarmos em conta o contexto histórico de seu nascimento. O país acabava de passar pelo afastamento de mais um presidente, depois de outro longo e doloroso processo de impeachment e crise advinda disso galopava.

“A Amakha Paris nasceu em nosso próprio apartamento, fruto da sinergia entre o Ricardo (Bortoletto), Alessandro Lemos e eu. No início partimos com 36 mil unidades de perfumes. No formato mini-perfume que é aquele perfume de bolso. Eram inspirações das grandes grifes", conta Denise Bortoletto, sócia e fundadora da empresa, que hoje conta com um portfólio de 95 fragrâncias.

A empresária, aliás, chama atenção para o fato de a empresa ter surgido naquele momento político e econômico turbulento que, embora tornasse a empreitada ainda mais arriscada, também foi importante para fundamentar as bases éticas que direcionam e sustentam a marca ainda hoje e a escolha do marketing multinível com principal estratégia de negócios.

Segundo ela, desde as primeiras reuniões a idéia era a de que a nova marca tivesse como compromisso oferecer um produto de altíssima qualidade e levar oportunidades de negócios com o objetivo de transformar vidas. "A geração de renda familiar sempre foi o nosso foco. Foi através de um produto simples e de um plano de negócio acessível que conseguimos visualizar uma oportunidade para que pudéssemos passar às famílias terem acesso à geração de renda através da simplicidade também", explica.

Denise gosta de definir a criação da marca como um case de sucesso fruto de uma união de energias. Seus fundadores não eram aventureiros. Todos os três, antes de entrarem no negócio, já traziam consigo uma vasta bagagem no setor de cosmética e beleza, além de experiência em marketing. "Acho que isso explica termos gerado tamanho resultado e sucesso em tão pouco tempo. Na época em que montamos a empresa, o Brasil estava em crise, precisando de grandes oportunidades para as pessoas”.

Segundo ela, foi através da ousadia de seguir na contramão da história, em se tratando de marketing multinível, que a Amakha acabou se destacando. "As empresas de multinível que começavam naquele momento, assim como nós, propunham uma mudança de vida. Porém, a entrada no negócio não era acessível a todo o público, com um valor de adesão em kit muito alto. Então, não eram todas as pessoas que podiam estar investindo para ter este retorno. A Amakha fez o que? Ela chegou mostrando que você poderia sim ter um produto de alta qualidade, um plano muito fácil, acessível a todas as pessoas, falando as mais diversas classes, através de uma linguagem muito simplificada e com um investimento muito baixo e um retorno de cem por cento. Então, nós sempre colocamos o produto inicial a adesão ao nosso negócio com a lucratividade, voltado para que a pessoas já inicie o negócio ganhando".

Ao contrário da maioria das empresas voltadas para o Marketing Multinível, acostumadas a divulgar um universo de realizações e conquistas materiais num curto período de tempo, nem sempre acessíveis a todos os revendedores, a estratégia da Amankha foi a de promover o crescimento meritocrático baseado na realidade de cada um. "É claro que há premiações para os executivos que mais se destacam. Sim, há a possibilidade de enriquecer através de muita dedicação e esforço. Mas, antes de tudo, há todo um processo de construção. Gostamos de divulgar aos nossos colaboradores que é possível gerir um negócio, completar o orçamento familiar ou declarar independência financeira, principalmente com o nível de desemprego que vemos hoje no Brasil, através de um investimento acessível a todos e com produtos de qualidade".

A estratégia foi tão bem aceita que no ano passado, apenas dois anos desde que fora fundada, a Amakha já contava com mais de 900 representantes, uma linha de cosméticos composta por mais de 300 produtos e um plano de negócios que remunera e fomenta incentivos acima dos praticados no mercado, colocando a marca na ponta entre as empresas de cosméticos que mais haviam crescido no país. Para comemorar o feito, em outubro passado, a empresa reuniu cerca de 4 mil executivos na Convenção Nacional Amakha Paris 2019, sob o título "O Futuro Chegou”,  realizado nas dependências do Credicard Hall.

Na ocasião, além de uma série de atividades, a empresa teve a oportunidade de apresentar como seu Marketing Multinível evoluiu, diversificando cada vez para atingir metas e benefícios para quem vive do negócio. Aproveitando também a oportunidade para divulgar outros projetos como o Divas, voltado para a valorização e empoderamento femininos; e o Família Feliz, que une Marketing Multinível com o cashback e no qual o consumidor final recebe pontos que podem ser usados para a aquisição de novos produtos ou resgate em dinheiro.

Vindo de um ano com números tão positivos, não é de se estranhar que a empresa desse início a 2020 com perspectivas ainda mais animadoras. Como todo mundo, no entanto, a Amankha também foi pega de surpresa pelo meteoro chamado Coronavírus e a crise advinda da pandemia de covid-19. "Logo no início tivemos uma queda nas vendas de cerca de 80%", conta Denise.

Novamente, o que contou foi a capacidade, vinda de uma empresa nascida na crise, adquirida pela empresa em sua curta trajetória para surfar sobre as ondas de adversidades. Imediatamente, foram formatados treinamentos online para o uso redes, durante o isolamento social, e promovidas lives, destinadas a dar suporte aos seus vendedores. “Nossa principal preocupação era a de deixar claro aos que, mesmo naquele momento adverso, estaríamos juntos e que passaríamos por tudo juntos também. Tínhamos a noção de que, como todo mundo, a crise exigia uma forma de se reinventar e passávamos a eles uma mensagem de que era preciso tirar vantagem da adversidade e, dessa forma abrir novas oportunidades".

Além das redes digitais, outra estratégia adotada pela empresa para manter sua evidência foi a de adotar os veículos televisivos e o merchandising. "Fizemos inserção em programas como os da Sônia Abraão e outros nos quais nos posicionamos como uma resposta à dona de casa ou o pai de família, afastado ou mesmo desempregado, devido à pandemia, como uma solução para dar início a um negócio e, dessa forma, completar o orçamento familiar".

Mais uma vez, a estratégia adotada pela empresa deu resultados e, já na virada de maio para junho, as vendas tiveram um crescimento exponencial de 50%, mesma porcentagem do número de novos executivos.

Contrariando todas as probabilidades, apesar do cenário de pandemia, a empresa ainda ousou lançar sua linha de maquiagem e 21 novos perfumes. "A linha Denise Bortoletto Make-up chegou ao mercado e explodiu de forma surpreendente, mesmo sendo lançada em plena pandemia. Em apenas três meses, o sucesso de vendas de nossa linha de maquiagem já é um fato e se destacando bastante dentro de nosso mix de produtos", comemora a empresária.

Em acelerado crescimento e em momento de tamanha expansão da marca, a produção da empresa é toda baseada na terceirização. Mas, justamente levando em conta o ritmo de produção e as perspectivas que se mostram à frente, não seria o momento de pensar em uma fábrica própria? "Temos uma relação muito boa com nossos fornecedores e gostamos da praticidade em trabalhar com terceiristas. É claro que, tendo em vista nossas ambições e perspectivas futuras, a inauguração de uma fábrica própria não está descartada. Só não é um projeto nosso para o curto prazo”, declara Denise. Em se tratando de Marketing Multinível, no entanto, não é novidade para ninguém que é comum empresas surgirem, ganharem muita projeção durante um período e desaparecerem ou se estagnarem em uma posição irrelevante. Sendo assim, torna-se inevitável não questionar como a Amakha se prepara para manter o lugar que a empresa hoje ocupa dentro desse segmento. Denise responde. "Acreditamos que a Amakha veio pra ficar. Temos uma proposta no segmento de Marketing Multinível. Então, a partir dessa intenção, em que foi criada a empresa, já me mostra toda sustentabilidade para o nosso futuro dentro do setor. Porque trata-se de real transformação vida. Não estamos prometendo algo que seja intangível. Estamos falando de mudança real, com um produto de muita qualidade e nossos associados podem ver no dia a dia o que esse projeto tem feito para a melhoria de vida dela. Para dar suporte a estas pessoas, a Amakha hoje conta com filiais em Cuiabá, Manaus e Belém e logo teremos suporte e treinamento em todos os estados. Eu acredito que todas estas características nos dão certeza de que estamos aqui para ficar”.

A declaração não vem sem dados que reforcem tais expectativas. Atualmente, a Amakha conta com um contingente de mais de 1,3 milhões de vendedores, todos ancorados por seus devidos pontos de apoio, pequenas lojas voltadas a atender exclusivamente a estes colaboradores. Seu portfólio soma hoje mais de 500 skus, divididos entre perfumes, produtos para cabelo, higiene pessoal, nutrição e, mais recentemente, maquiagem. Apesar de seu principal produto ainda ser a perfumaria, sua linha capilar vem ganhando muito destaque e representa um filão em pleno crescimento a ser explorado. A empresa conta com três sedes espalhadas pelo Brasil e, até 2021, espera estar representada no país inteiro.

“Estamos trilhando nosso caminho em direção ao futuro. Estamos prestes a lançar nossas fragrâncias próprias, com alguns diferenciais, em questão de vidraria. E preparando também um novo portfólio baseado nessas novas aquisições e lançamentos".

 

Na foto: Os sócios da Amakha Paris, Ricardo e Denise Bortoletto e Alessandro Lemos entre a dupla-sertaneja Fernando e Sorocaba
}

Comentários ()

Vídeo em Destaque

VEJA TODOS OS VÍDEOS

Blogs

Tags