Temporada de Balanços: vendas da Revlon no 2º trimestre ficam estáveis

Uma das principais companhias do mercado de maquiagem, a norte-americana Revlon divulgou vendas estáveis para o segundo trimestre de 2013. As vendas no período somaram US$ 350.1 milhões. O decréscimo de 2% na comparação com as vendas de US$ 357.1 milhões do ano anterior, é fruto de um impacto negativo de US$ 6,4 milhões da variação cambial do período.

O lucro operacional saltou para US$ 59.1 milhões, graças em parte ao recebimento de indenização de US$ 18.1 milhões por conta da destruição das instalações da empresa na Venezuela, causadas por um incêndio, em 2011. Despesas de US$ 4,5 milhões relacionadas à limpeza da mesma instalação também impactaram no resultado do período. O lucro líquido no segundo trimestre foi de US$ 24.7 milhões, em comparação com US$ 11.1 milhões do mesmo período do ano passado. O fluxo de caixa livre do trimestre ficou positivo em US$ 21.6 milhões. No mesmo período do último ano, esse indicador ficou negativo em US$ 6.6 milhões.

O Presidente e Chief Executive Officer da Revlon, Alan T. Ennis, disse: "Nossas vendas líquidas no segundo trimestre de 2013 foram essencialmente inalterada. Nos beneficiamos da inclusão de nossa aquisição Pure Ice, compensando os resultados fracos de Almay (segunda linha de maquiagem da marca) e o impacto negativo das condições de negócios na Venezuela. Continuamos a apoiar as nossas marcas em níveis adequados e estamos satisfeitos com a nossa nova série de lançamentos de produtos em 2013. Como sempre, continuamos focados em nosso objetivo estratégico de impulsionar o crescimento rentável".
}

Comentários ()

Vídeo em Destaque

VEJA TODOS OS VÍDEOS

Blogs

Tags